Doria estende quarentena em São Paulo até 10 de maio

Segundo o governador do Estado, João Doria, a manutenção da quarentena é para evitar o caos no sistema de saúde

O governo de São Paulo decidiu prorrogar a quarentena até o dia 10 de maio, como uma das medidas de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Segundo o governador do Estado, João Doria, a manutenção da quarentena é para evitar o caos no sistema de saúde.

O isolamento social começou a vigorar em 24 de março, foi prorrogado em 8 de abril e estava previsto até 22 de abril. O governo estendeu a quarentena por registrar em São Paulo um número crescente de pessoas contaminadas e de morte por covid-19.

O índice de isolamento social atual, de 49%, é menor do que a taxa considerada ideal, de 70%, para tentar impedir o avanço rápido da doença.

Doria disse que a decisão está baseada em dados científicos. “Aqui nós não brigamos com a ciência, nós respeitamos a ciência”, disse.

Ontem, o Estado registrava 853 mortes por covid-19 e 11.568 casos confirmados da doença. Há um mês o Estado registrou a primeira morte.

“Infelizmente os casos estão em expansão. AS UTIs e enfermarias dos hospitais públicos e privados estão recebendo o número maior a cada dia e alguns já estão no seu limite”, disse Doria.

Fonte: Setcesp