Revista Difalux

Benefícios em dobro: musculação para corredores de rua

A corrida de rua vem se popularizando muito nos últimos anos. Só no Estado de São Paulo estima-se que existam mais de 65 mil adeptos do esporte. Segundo o site acidadeon, estima-se que existam atualmente 10 milhões de praticantes de caminhada e corrida em todo brasil. Em paralelo ao crescimento surpreendente desta modalidade, vem aumentando demasiadamente o número de pessoas com lesões musculares e ligamentares.

Todos estão preparados para correr?

A corrida de rua é uma modalidade que está ao alcance da maioria das pessoas, mas como toda prática esportiva requer alguns cuidados básicos:

  Avaliação médica
  Avaliação física
  Um programa de treino específico
  Roupas adequadas
  Calçados adequados

Musculatura adequada. Isso mesmo, musculatura adequada.

Independente de que forma você encara a modalidade, seja profissional, amadora ou simplesmente um hobby, indiscutivelmente todos necessitam de uma musculatura muito bem trabalhada. Assim, além de ter um rendimento melhor na prova, você também irá diminuir o risco de lesões proporcionadas pela prática da modalidade.

Quais são as lesões mais comuns entre os corredores de rua?

São inúmeras as lesões que podem ocorrer durante uma prova profissional ou em uma simples corrida. Conheça as três mais comuns:

  Lesões ligamentares (como estiramento, ruptura parcial ou total dos ligamentos)

  Lesões de cartilagens (como condromalácea patelar – amolecimento e perda parcial ou completa da cartilagem anterior do joelho)

  Fraturas (como fratura por estresse do calcâneo)

Leia também:

Um novo sorriso pode melhorar a sua saúde
Condromalácia Patelar tem cura?

Os benefícios da musculação para corredores de rua

Em tempos passados, a musculação não era considerada uma boa prática para corredores, pois existia a crença de que o aumento da massa muscular iria prejudicar o desempenho na corrida, já que em provas de endurance entendia-se que quanto mais magro fosse o corredor, maior seria seu desempenho.

Com o passar dos anos, muitas pesquisas foram realizadas e esse tabu acabou caindo. Hoje sabemos que o ganho de massa muscular ajuda na melhora da performance dos corredores, pois, além de proporcionar melhor aprimoramento do gesto motor e economia de energia, também será um forte aliado na prevenção de lesões.

Para iniciar o programa de treino na musculação é importante buscar ajuda profissional. Primeiro o profissional deve avaliá-lo e montar um programa básico para uma adaptação de acordo com as suas necessidades. Se você já possui algum tipo de lesão, o profissional levará isso em conta na hora da prescrição do treino.

É extremamente importante o acompanhamento de um profissional, pois se você executar a musculação de forma incorreta, também poderá sofrer alguma lesão ou piorar o estado de uma já adquirida.

Após a fase de adaptação, com certeza sua musculatura estará preparada para que possa realizar as provas e, com isso, o profissional poderá mudar o foco do treino para um treino funcional (abordaremos isso no próximo artigo), que tem como foco a melhora dos resultados.

Por: Alexandre Bento