A importância da alimentação para os motoristas

No dia a dia da estrada onde se trabalha para tirar o sustento da família quem acaba não cometendo algum “abuso” dormir mal, comer rápido, fazer poucas paradas para se alimentar, hidratar e ir no banheiro, são N motivos para justifica-las e que tornam-se sempre mais importantes do que cuidar da saúde e zelar pela máquina mais preciosa ,que é o corpo, esse artigo não vai resolver todos os problemas que afligem o dia a dia de um motorista, porém o intuito é colaborar para que se possa ter uma noção do que se fazer para evitar determinados males que acabam por fazer parte do cotidiano dessa classe.

Por exemplo um medicamento muito usado no dia a dia por alguns motoristas é o famigerado “rebite”, então o que é o rebite??

É uma droga derivada de anfetaminas que estimula o sistema nervoso central fazendo com que ele tenha um ritmo mais acelerado de funcionamento..

São amplamente usadas por motoristas como dito anteriormente, em razão da necessidade de dirigir bastante entre dias e noites com pouco ou sem descanso.

Normalmente são ingeridos com bebidas alcoólicas para potencializar seu efeito,conhecida pelos motoristas como rebite, a droga é sintética, ou seja, é produzida em laboratório. Algumas podem até ser comercializadas como remédios.O rebite afeta várias áreas comportamentais do organismo. A pessoa apresenta um quadro de insônia, perda de apetite, fala rápida, sente-se revigorado, fazendo com que o organismo trabalhe de forma excessiva e ácida de suas condições reais.

Após passado o efeito, a tendência entre a maioria é repetir a dose para continuar seus afazeres, porém a droga passa a ter sua eficiência reduzida pelo fato de que o organismo já está cansado, fraco e sem condições de manter o grau de atividade desejado.

Entre os efeitos já citados, podemos mostrar o que essa droga pode fazer no organismo. Ela produz a dilatação dos olhos causando maior ofuscamento, taquicardia, aumento da pressão sanguínea, agressividade, irritação, delírio persecutório, alucinações, paranoia, palidez e degeneração das células cerebrais.

O uso contínuo dessa droga leva o organismo a acostumar-se com tal substância como boa parte das drogas, fazendo com que o usuário tome doses cada vez maiores para obter o mesmo efeito inicial. Tal fato atenta para o vício e para a síndrome da abstinência. Algumas pessoas quando não consomem a droga ficam depressivas, irritadas, entretanto, não é uma regra geral.

O que pode-se fazer para minimizar os efeitos do cansaço que uma rotina como a de um motorista produz, exercite-se sempre que possível e a cada parada, alguns alongamentos para braços e pernas para tirar a tensão dos músculos cansados e na mesma posição durante um tempo prolongado, alimente-se melhor, diminua as gorduras da dieta, esse macronutriente tem um tempo maior de digestão causando sonolência após as refeições, pense em dirigir depois de comer aquela suculenta feijoada ou aquela picanha com bastante gordura, além dos demais complementos de cada prato, procure consumir mais frutas,verduras, legumes e carnes magras, procure se hidratar de maneira correta e que venha atender suas necessidades diárias, afinal como dissemos antes seu corpo é sua maior ferramenta de trabalho cuide bem dele para que possa durar e produzir por muito e muito tempo.

Por: Leandro Ponteli