Futebol: Uma ferramenta motivacional para colaboradores

Hoje nosso bate papo é com o técnico de futebol Alexandre YuJi Hioki Seichi, Educador Físico, Pós Graduado nas áreas de Futebol e Futsal e licenciado pela CBF(d,c,b).

Em conversa com a Revista Difalux, o técnico falou sobre como o futebol pode ser aplicado nas empresas, como fonte motivacional e integração dos colaboradores. Outro ponto importante a ser destacado durante a entrevista, é que este investimento melhora o relacionamento dos colaboradores, refletindo nos resultados dos mesmos…

Acompanhe!

Revista Difalux: Sabemos que o futebol é uma paixão do brasileiro, na sua opinião, seria possível utilizá-lo como um fator motivacional dentro de uma empresa?

Alexandre Seichi: Os clubes de Futebol na sua maioria são grandes empresas, e com isso, existe uma hierarquia a ser seguida como em qualquer outra, independente do ramo. O futebol é uma grande ferramenta de integração de equipes, e também é importante destacar, que o mais importante é que as pessoas que compõem estas equipes, necessitam de um bom relacionamento, entendimento de suas posições e funções, e assim, conquistar bons resultados, tanto no campeonato, quanto na empresa.
Neste trabalho motivacional, os líderes das equipes terão um papel de extrema importância, pois de forma transparente, irão motivar os seus colaboradores ressaltando os pontos fortes de cada um.

Revista Difalux: Quais os benefícios que a prática do futebol pode oferecer ao praticante? Quando falamos em praticante, não nos referimos ao atleta profissional, mas, a população comum…

Alexandre Seichi: A prática do futebol pode promover imensos benefícios aos praticantes, tanto emocionais como físicos.

Dentre os mais comuns estão:

  • Melhora da qualidade de vida,
  • Redução dos níveis de gordura corporal,
  • Melhora da condição cardiovascular,
  • Prevenção da diabetes,
  • Melhora da coordenação motora,
  • Fortalecimento dos ossos,
  • Melhora da flexibilidade,
  • Sociabilização,
  • Melhora do humor e da concentração,
  • Redução dos níveis de stress,
  • Melhora da qualidade do sono,
  • Estimula o espírito de liderança e equipe,
  • E muito mais….
Técnico Alexandre Seichi


Revista Difalux: Atualmente muitas empresas levam seus funcionários para vivenciarem atividades esportivas coletivas ou radicais, como rafting por exemplo, você acha que a prática do futebol também conseguiria promover este espírito de liderança e trabalho em equipe, que tanto as empresas necessitam hoje?

Alexandre Seichi: Acredito que um campeonato interno, bem estruturado, com tabela de jogos, divulgação dos resultados, equipes uniformizadas e premiações aos vencedores, com certeza eleverá a alta estima, o espírito colaborativo e de liderança de todos. Não podemos esquecer que esta competição, também deverá ser extendida às colaboras.

Com isso, todos os colaboradores se sentirão mais acolhidos e respeitados, e antes que eu me esqueça, um churrasco de confraternização seria um ponto alto à proposta inicial. rsss

Revista Difalux: Se realizássemos um evento interno, você acha que deveríamos dividir as equipes em times, ou, formar times com pessoas de diversos departamentos, e por que?

Alexandre Seichi: Primeiramente, eu dividiria as equipes por departamentos, para que pudessem interagir e se conhecer melhor, pois, isso irá refletir no reconhecimento da importância de cada um perante o departamento e a empresa. E num segundo momento, depois das equipes estarem entrosadas, faria um campeonato com times mistos, os componentes das equipes poderiam ser de qualquer departamento, e também a cada partida, um integrante da equipe seria o capitão, para que todos possam ter a experiência de liderança.

Revista Difalux: Qual seria sua dica para empresas que queiram utilizar o futebol como veículo de integração da sua equipe?

Alexandre Seichi: Minha principal dica, seria que ao investir num trabalho como este, a empresa realmente permita que os participantes possam interagir de forma única, com campanhas de melhor jogador da temporada (o mais votado), oferecer uma bola de ouro (simbólica é claro) para o melhor jogador e melhor goleiro.

Tudo isso irá contribuir muito na conquista de resultados.

OBS: É importante informarmos que esta entrevista foi realizada antes do início da pandemia de coronavírus. A prática do futebol como veículo motivacional é uma ferramenta de extremo valor para as empresas, mas, seguindo as recomendações da OMS – Organização Mundial da saúde na data de publicação deste artigo, é de extrema importância que seja acatado o isolamento social e o estado de quarentena!