Revista Difalux

Dublê: A Magia da Ação no Cinema

Hoje vamos conversar sobre cinema, e o nosso convidado especial, é o ator de dublê profissional Gutemberg Lins da Action Kung Fu Dublês Marciais.

Revista Difalux: Vimos que o cinema brasileiro cresceu muito nos últimos anos, na sua opinião, qual principal fator para este crescimento?

Gutemberg Lins: Isso se deve ao fato de grandes produções brasileiras como Cidade de Deus, Tropa de Elite e outras produções que conquistaram o público internacional. Com o passar dos anos, surgiram grandes diretores do cinema brasileiro, tendo destaque no mercado cinematográfico, dirigindo até produções de Hollywood.

Revista Difalux: Todas as produções utilizam equipes de Dublês profissionais nas suas gravações?

Gutemberg Lins:Qualquer produção seja cinema ou televisão, há a necessidade de dublês para qualquer cena de ação que um ator ou atriz, não esteja apto à realizar. É importante lembrar que o dublê não somente substitui o ator em uma cena de ação, mas também compõe uma cena de ação, atuando ou até mesmo preparando atores para cenas específicas.

Revista Difalux: Uma dúvida que muitas pessoas tem, é saber se todos os Dublês são atores?

Gutemberg Lins

Gutemberg Lins: Pode-se dizer que sim. Os dublês quando não substituem o ator em uma cena de alto risco, eles também atuam diretamente em cenas como personagens secundários em cenas de ação, como por exemplo lutas corporais, cenas de tiroteios ou explosões, corpo em chamas, atropelamentos e outras.

Revista Difalux: À quantos anos você trabalha como dublê profissional?

Gutemberg Lins: Profissionalmente atuo desde o ano de 2009, quando concluí minha primeira formação no curso de dublê de ação.

Revista Difalux: Em quais produções você já atuou?

Gutemberg Lins: Atuei em produções de cinema nacional e internacional, em curtas e longa metragens, coordenando cenas de ação e atuando em frente as câmeras. Dentro de alguns projetos posso destacar produções como: Ensaio Sobre a Cegueira, Lula O Filho do Brasil, Plastic City, Salve Geral, O Amuleto do Dragão, The Smoke Master e as séries de TV Rotas do Ódio (Universal TV), Os Ausentes (TNT), Escola de Gênios (Gloob), A Vida Secreta dos Casais (HBO) e Exterminadores do Além (Warner Channel).

Revista Difalux: Como é realizada a seleção da equipe de Dublês que participará da produção?

Gutemberg Lins: Geralmente selecionam dublês para um perfil específico, no caso dele vir à substituir um ator, deve-se atender os requisitos de tipo físico (altura, peso, cor da pele), ou então buscando dublês de acordo com sua especialidade e experiência como por exemplo, cenas de luta, cenas com carros e motos ou efeitos especiais.

Revista Difalux: Quais as qualificações uma pessoa tem que ter para trabalhar como dublê?

Gutemberg Lins: Primeiramente alguém que goste do mundo cinematográfico e que esteja disposta a colaborar com o desenvolvimento do cinema de ação em nosso país. Se o interessado já possui habilidades em artes marciais e acrobacias, isso irá agregar e muito para que ele tenha um melhor rendimento em seu aprendizado no curso de dublê.

Revista Difalux: Existe algum curso de formação?

Gutemberg Lins: Sim! Esses cursos são oferecidos por escolas de dublês localizadas nas regiões de São Paulo e Rio de Janeiro, onde se concentram o grande polo de produções nacionais como publicidades, cinema e televisão.

Revista Difalux: Quais dicas você deixaria para quem quer iniciar nesta carreira?

Gutemberg Lins: É importante que busque uma formação profissional que te ofereça oportunidades para atuar no mercado de trabalho. Que desenvolvam diferentes habilidades corporais como lutas, acrobacias e danças.

Gutemberg Lins é ator e dublê profissional. Atuou em várias produções do cinema brasileiro e internacional, além de campanhas publicitárias e comerciais de TV.