Taiko | A tradicional arte dos tambores japoneses

Hoje o nosso bate papo será com o Kiendaiko Grupo de Taiko, através de um dos seus coordenadores Eduardo Matsuyoshi e os líderes Luis Henrique Fukai e Jéssica Haruna Yoshida Inazumi.

RD: O que é o taiko?

Kiendaiko: Traduzindo literalmente, significa “tambor” ou “grande tambor” em japonês. Usualmente, nomeia-se o taiko como um instrumento de percussão japonesa ou simplesmente a arte de tocá-lo.

RD: Em relação a origem do taiko, alguns textos afirmam que o taiko teria sido introduzido no Japão através da influência cultural coreana e chinesa entre 300-900 d.C, esta informação está correta?

Kiendaiko: Sim!

RD: Com qual objetivo o taiko foi criado no Japão? Comunicação, ação militar, acompanhamento teatral, cerimônia religiosa ou apresentações?

Kiendaiko: De início em ações militares para marcar os passos dos soldados, demarcando seu território, encorajando suas tropas e intimidando o adversário, e em cerimônias religiosas, para comunicação entre a alma e os Deuses. Seu atual objetivo é propagar a cultura japonesa realizando apresentações em palco.

RD: Os movimentos realizados pelos músicos durante as apresentações são muito peculiares. Existem estilos regionais como: Hachijō-daiko e Miyake-daiko, sendo assim, todos estilos são baseados nestes 2, ou cada escola desenvolve o seu próprio estilo?

Kiendaiko: A apresentação de taiko que vemos atualmente foi elaborado pelo Daihachi Oguchi, quando decidiu juntar vários tambores para apresentar em palco. Os estilos Hachijō-daiko e Miyake-daiko são estilos que também se originaram da idéia do Daihachi Oguchi.

RD: Gostaríamos de saber quantos instrumentos existem no taiko, e também, se a sua construção é realizada de forma artesanal ou existem empresas com linha de produção?

Kiendaiko: Dos mais utilizados, chegam a ser de 10 a 15 instrumentos, variando em tamanho e materiais utilizados para a sua construção. Os instrumentos são feitos de forma artesanal, mais na parte do encaixe dos componentes.

RD: Quanto aos instrumentos, existem 3 categorias principais em que os tambores são criados, você poderia fazer uma rápida explicação de cada uma delas?

Kiendaiko: Byō-uchi-daiko: são instrumentos que já vêm afinados e não poder ser afinados posteriormente, a não ser que seja feita por algum artesão. Seu corpo é feito de madeira e o couro é pregado por tarraxas. Exemplos típicos dessa categoria é o nagado-daiko e o oodaiko.

Tsukeshime-daiko: são instrumentos menores e geralmente possuem um som mais agudo pelo comprimento e diâmetro, que são menores. Podem ser amarrados tanto por tiras de ferro ou por cordas, visto que precisam estas serem constantemente afinadas para manter o couro esticado e ter seu som agudo característico.

Okedō-daiko: Existe também uma categoria especial, o gagakki: tipo especial de taiko, usado especialmente em teatros. Geralmente, esse tipo de taiko costuma ser bem decorado e enfeitado e seu uso é raro.

RD: Quando falamos em saúde e qualidade de vida, a música sempre está presente na vida das pessoas, sendo assim, quais os benefícios que uma pessoa teria sendo um praticante de taiko?

Kiendaiko: O desenvolvimento de um sentimento de respeito com o próximo, união, cultivo do caráter, o prazer de fazer uma boa troca de sentimentos com o público, além dos benefícios relacionados à prática de exercícios.

RD: Quando o taiko foi introduzido no Brasil, e quantos grupos estão atuantes?

Kiendaiko: O taiko teria sido introduzido no Brasil com a vinda dos imigrantes, mas ficou popular com a formação de grupos ou pela vinda de professores do Japão. Atualmente, mais de 150 grupos de taiko atuam no Brasil (Informações da ABT – Associação Brasileira de Taiko).

RD: O grupo Kiendaiko foi criado em que ano?

Kiendaiko: O grupo foi fundado em 2006.

RD: Quantos componentes fazem parte do grupo?

Kiendaiko: Atualmente são aproximadamente 30 tocadores.

RD: Quais foram as principais apresentações realizadas pela equipe em TV, shows e festivais?

Kiendaiko: Já nos apresentamos:

– na Sala São Paulo ao lado do maestro João Carlos Martins;
– no Projeto Verdejando da Tv Globo;
– no quadro da apresentadora Sabrina Sato, na Record Tv;
– no evento Do Mil ao Milhão, com Thiago Nigro;
– na Abertura do show, no Rio de Janeiro, da cantora Roberta Miranda;
– e em muitos festivais como o Festival do Japão.

RD: Como as pessoas devem proceder para fazer parte do grupo, existe uma escola?

Kiendaiko: Nossa sede fica na Associação Cultural Nipo-Brasileira, mais conhecida como Bunka de São Bernardo do Campo. Entre em contato com a gente!
Estamos sempre de braços abertos para novos tocadores!
Aguardamos sua visita.

Kiendaiko: Considerações finais…

Agradecemos imensamente pela oportunidade de divulgar a Arte do Taiko, é com muito prazer que compartilhamos a história dessa arte tão bela!

“A nossa maior satisfação é cultivar amizades, nosso maior prazer é levar alegria e divulgar a cultura japonesa por onde tocamos”

Quer saber mais sobre a arte do Taiko?
Visite as redes sociais da equipe Kiendaiko!
Facebook | Instagram | Youtube